quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Interesses

Ontem vi na televisão o Dr. Manuel Coelho, Presidente da Câmara Municipal de Sines, que contava as críticas e intromissões do PCP na sua vida autárquica. Este relato fez-me lembrar os episódios recentes pelos quais eu próprio passei na Câmara Municipal de Lisboa, com outro partido.

 

Já é tempo dos interesses das cidades, das terras e das suas gentes se sobreporem aos interesses puramente partidários.

4 comentários:

Anónimo disse...

Que eu saiba o "outro partido" nunca lhe exigiu a devolução do mandato. Este seu post parece-me ser de uma enorme ingratidão.

Anónimo disse...

É lastimável que não suporte opiniões diferentes da sua. Não publicou o meu comentário que lhe tinha enviado ontem. Está no seu direito. Mas fico sem dúvidas que o senhor deve estar ao nível dos controleiros do PCP. Fiquei esclarecida e nunca mais meto os pés neste blog.

B Aranda disse...

2 comentários:

1. Realmente o BE nunca exigiu a "devolução" do mandato. O BE entende e bem que o eleito tem também a sua legitimidade própria. Ainda para mais, quando o eleito não é militante.

2. Os comentários moderados dão nisto: perde-se ritmo, geram-se mal entendidos... Ou faz-se como no Arrastão: Está sempre alguem a moderar e aquilo é num instante; Ou deixam-se os comentários livres e apagam-se à postriori as calúnias, as ofensas gratuitas e coisas que tais.

B Aranda disse...

Sobre o caso de Sines, Jorge Nascimento Fernandes, deputado municipal de Lisboa independente nas listas do BE (aliás, da Direcção da Renovação Comunista), fez este post interessante:

http://trix-nitrix.blogspot.com/2009/01/ah-valente-coelho_30.html